Novas tecnologias da informação e da comunicação

Hipertexto, Hipermídia e Multimídia

A palavra hipermídia pode ser compreendida como um acrônimo formado pelas palavras hipertexto e multimídia

Publicado em: 23 de out. de 2015
Atualizado em: 12 de ago. de 2021

Uma das característica fundamentais da World Wide Web é a maneira como o conteúdo é disponibilizado por meio dela, um formato que é chamado de hipertexto. Mas qual o significado de hipertexto?

O hipertexto permite que se estabelaçam conexões entre blocos de conteúdo de diferentes lugares, de modo que o usuário pode "saltar" ou "navegar" entre esses diferentes blocos a partir dessas conexões.

Por exemplo: no primeiro parágrado desta aula há uma conexão com o conteúdo de outra aula sobre a World Wide Web. Se desejar você pode saltar para esse outro conteúdo clicando nessa conexão.

O que é hipertexto

A ideia de hipertexto surgiu no campo das artes e da literatura, e diz respeito a um tipo de texto ou conteúdo, que não existe efetivamente até que um leitor interaja com ele.

Trata-se de um gênero textual que se caracteriza como um "texto em potencial". Para que o seu sentido se revele é necessário que ele seja lido e essa leitura depende das decisões tomadas pelo leitor.

O hipertexto é um documento digital composto por diferentes blocos de informações interconectadas. Essas informações são amarradas por meio de elos associativos, os links. Os links permitem que o usuário avance em sua leitura na ordem que desejar. (LEÃO, 1999)

Ou seja, embora os elementos estejam todos ali, a mensagem só é criada e só passa a fazer sentido no momento em que um leitor escolhe a maneira como irá arranjá-la.

Leitores diferentes podem partir dos mesmos blocos de conteúdo mas organizá-los em outra ordem, gerando um sentido diferente.

O que é multimídia

Com o avanço tecnológico, a Web começou a permitir também a incorporação de outros tipos de mensagens e códigos, não ficando restrita apenas a textos. A convergência digital permitiu o surgimento da chamada multimídia, em que vários tipos de linguagens e códigos podessem ser reproduzidas no padrão digital.

(...) multimídia (...), ou seja, a incorporação de informações diversas como som, textos, imagens, vídeo, etc., em uma mesma tecnologia – o computador. (LEÃO. 199)

Foi então necessário reformular a terminologia utilizada na Web, final, chamar de hipertexto algo que não envolve apenas texto (no sendido de mensagem composta por palavras escritas), passou a ser insuficiente.

O que é hipermídia

Essa possibilidade de se formar mensagens, com diversos formatos (texto, foto, vídeo, som...), arranjadas no modo de hipertexto, passou a ser chamada de hipermídia, que nada mais é do que a junção dos termos hipertexto e multimídia.

A hipermídia, por sua vez, é uma tecnologia que engloba recursos do hipertexto e multimídia, permitindo ao usuário navegar por diversas partes do aplicativo, na ordem que desejar. (LEÃO, 199)

A hipermídia é o alicerce do ciberespaço, é o modo como sua arquitetura é construída.

Virtualmente, todos os textos formam um único hipertexto, uma única camada textual fluida. A análise também vale para as imagens quem virtualmente, constituem agora um único hiperícone, sem limites, caleidoscópico, em crescimento, sujeito a todas as quimeras. (...) As pesquisas sobre as interfaces da navegação são orientadas, direta ou indiretamente, pela perspectiva última de transformar o ciberespaço em um único mundo virtual, imenso, infinitamente variado e perpetuamente mutante. (LÉVY, 1999, p. 107)

É esta característica que faz o seu usuário ser diferente daqueles de outras mídias.

O leitor em hipermídia é um leitor ativo, que está a todo momento estabelecendo relações próprias entre diversos caminhos. Como um labirinto a ser visitado, a hipermídia nos promete surpresas, percursos desconhecidos. (LEÃO, 199)

O Leitor da Hipermídia é um tipo de espectador completamente diferente daquele encontrado em outras mídias. Ele busca ativamente o conteúdo e sua ação é fundamental para a formação do sentido das mensgens.

Outros tipos de "leitores", como o telespectador, o ouvinte do rádio, o leitor de revistas e jornais é passivo. A informação vai até ele já pronta e seu sentido é determinado quase todo na origem.

Além disso, este modelo tem ainda outra característica importante: apesar de extremamente tecnológico, ele é muito fácil aos olhos do usuário:

Para o usuário, a execução dos protocolos da rede é até certo ponto fácil, na medida em que não é necessário saber o que está por baixo da interface na tela, muito menos como funcionam os programas computacionais e a máquina em que estes programas são processados. (SANTAELLA, 2004)

Referências

LEÃO, Lucia. O Labirinto da Hipermídia. São Paulo: Iluminuras, 1999.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

SANTAELLA, Lucia. Navegar no Ciberespaço. São Paulo: Paulus, 2004.

Como citar:
MARI JR. Sergio. Hipertexto, Hipermídia e Multimídia. Infonauta, 2015. Disponível em: <https://infonauta.com.br/novas-tecnologias-da-informacao-e-da-comunicacao/hipertexto-hipermidia-e-multimidia>. Acesso em: 16 de mai. de 2022.

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.