infoNauta

Instrumentos de coleta de dados para pesquisas quantitativas

Publicado em: 18/3/2019
Atualizado em em: 18/03/2019

Por: Sergio Mari Jr.

Comentários: 0

Os procedimentos mais comuns para a coleta de dados em pesquisas quantitativas são os QUESTIONÁRIOS e FORMULÁRIOS.

Ambos são formados por um conjunto de perguntas preferencialmente com respostas fechadas, em que o participante deve escolher entre uma das alternativas de resposta apresentadas. A diferença metodológica entre os dois processos consiste no seguinte:

QUESTIONÁRIOS

São entregues aos participantes da pesquisa para que eles mesmos leiam as questões e assinalem suas respostas. Neste caso é fundamental que a redação das questões evite ao máximo a possibilidade de dupla interpretação e deixem bem claro quantas alternativas se pode assinalar em cada uma.

FOMULÁRIOS

Permanecem nas mãos do pesquisador, que faz as perguntas oralmente e assinala aquela alternativa que mais se aproxima da resposta dada pelo participante. Neste caso é possível colocar junto das questões algumas orientações técnicas sobre como o formulário deve ser preenchido.


Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário

Repita os caracteres no campo abaixo:




adobe agência de propaganda ambiente de marketing ambiente externo ambiente interno artigo científico balanced scorecard banco central bitmap bsc cabernet sauvignon cedilha comunicação digital cibercultura ciência competitividade comportamento do consumidor composto de marketing concorrência cultura da internet custo demanda desejo diferenciação eleições email marketing endomarketing erp estratégia facebook forças competitivas futebol gestão do conhecimento gestão estratégica google html illustrator imagens digitais indesign inovação instagram inteligência coletiva inteligência de marketing interatividade internet jornalismo linkedin livrista lucro macroambiente marca mark-up marketing marketing de conteúdo marketing digital meme memes merlot metodologia michael porter microambiente moeda comemorativa motivação mídia mídia digital mídias digitais mídias sociais necessidade numismática objetivos olimpiadas 2016 orkut pesquisa pesquisa qualitativa pesquisa quantitativa photoshop php pierre levy planejamento planejamento estratégico preço produto programação promoção propaganda propagação viral publicidade real redes sociais relações públicas relevância reputação rio 2016 sem seo sistemas de informação sites de busca twitter valor vinho virtual walter longo web youtube