infoNauta

Grupos de discussão e grupos focais

Publicado em: 8/3/2016
Atualizado em em: 18/03/2019

Por: Sergio Mari Jr.

Comentários: 0

Um certo número de pessoas ligadas ao assunto é convidada para participar da discussão e todos são reunidos em um mesmo ambiente, num mesmo momento para tratar dos temas. O pesquisador deve ter um roteiro de assuntos que precisam ser discutidos e faz o papel de moderador, lançando os assuntos conforme o andamento do processo. O quadro abaixo resume as principais recomendações para a realização de grupos de discussão:

Características da discussão em grupo

Número de pessoas no grupo

8 a 12

Formação do grupo

Homogênio;
entrevistados pré-selecionados

Ambiente físico

Informal

Duração

1 a 3 horas

Registro

Áudio e vídeo

Moderador

É fundamental ter capacidade de observação, de relacionamento interpessoal e de comunicação

Fonte: MALHORTA; et al., 2005, p.117.

Há ainda outra denominação para os grupo de discussão que é Grupo Focal (Focus Group). Alguns autores chamam qualquer pesquisa de discussão em grupo de Grupo Focal, outros consideram Grupo Focal apenas aquelas pesquisas em que um mesmo grupo se reúne várias vezes para tratar de aspectos de um mesmo tema.

Referências

MALHORTA, Naresh K; et al. Introdução à pesquisa de marketing. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005.


Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário

Repita os caracteres no campo abaixo:




adobe agência de propaganda ambiente de marketing ambiente externo ambiente interno balanced scorecard bitmap branding bsc cibercultura ciência competitividade comportamento do consumidor composto de marketing comunicação concorrência custo demanda desejo diferenciação email marketing endomarketing erp estratégia facebook forças competitivas gestão do conhecimento gestão estratégica google html illustrator imagens digitais indesign inovação instagram inteligência coletiva inteligência de marketing internet jornalismo linkedin lucro macroambiente marca mark-up marketing marketing de conteúdo marketing digital metodologia michael porter microambiente motivação necessidade objetivos pesquisa pesquisa qualitativa pesquisa quantitativa photoshop php pierre levy planejamento planejamento estratégico posicionamento preço produto programação promoção propaganda propagação viral publicidade redes sociais relações públicas relevância reputação sem seo sistemas de informação sites de busca twitter valor virtual youtube