infoNauta

Crawler Detect

Quociente de Inteligência Digital

Publicado em:
Por:

Comentários: 0

Não há mais dúvidas de que os ambientes virtuais possibilitados pelas tecnologias digitais são uma realidade irreversível dos nossos tempos. Além de criar novas possibilidades e de ampliar nossas capacidades de resolver certos tipos de problemas, essa imersão digital também causa certos problemas, principalmente quando não estamos devidamente preparados ou capacitados para aproveitar seus benefícios e evitar seus malefícios.

Nesse sentido, o DQ Project é um projeto que buscou apontar as competências que devemos ensinar às nossas crianças para que elas possam se beneficiar sadiamente do mundo digital. Recentemente o projeto obteve destaque após receber apoio do Fórum Econômico Mundial.

Orientado para a educação digital, ou a preparação das crianças para o uso das ferramentas digitais, o projeto desenvolveu o chamado Digital Quotient (DQ), que é um conjunto de 8 competências, divididas em algumas habilidades, que deveriam ser ensinadas e desenvolvidas pelas crianças. Abaixo estão detalhadas essas competências e suas respectivas habilidades:

O currículo da Inteligência Digital

Competência 1) Identidade e Cidadania Digital

Consiste na capacidade de criar sua identidade online e gerenciar sua reputação. Isso inclui a consciência da sua persona online e a gestão dos impactos de curto prazo e de longo prazo de suas ações online. As habilidades que ajudam a desenvolver essa competência são:

  • Compreender a natureza do mundo digital e ter proficiência na utilização das tecnologias e mídias digitais;
  • Capacidade de construir e gerenciar uma identidade online saudável e congruente com sua identidades off-line;
  • Ciência da cidadania global no espaço digital (como o mundo digital é de natureza global).

Competência 2) Uso Digital: gestão do tempo de tela

É a capacidade de usar aparelhos e suportes digitais com autocontrole, a fim de alcançar um equilíbrio saudável entre a vida online e off-line. As habilidades que contribuem para o desenvolvimento desta competência são:

  • Capacidade de equilibrar as atividades nas realidades físicas e virtuais;
  • Autocontrole para usar a tecnologia digital com a compreensão dos vários efeitos colaterais do uso de telas, em modo multitarefas, por tempo excessivo, inclusive com o risco de desenvolver o vício no uso das tecnologias digitais;
  • Capacidade de gerenciar o tempo e definir limites para o uso pessoal das tecnologias digitais, não permitindo elas assumam o controle sua vida.

Competência 3) Autoproteção Digital

Entendida como a capacidade para perceber riscos online (por exemplo, cyberbullying, aliciamento, radicalização), bem como conteúdo problemático (por exemplo, violência e obscenidade), e para evitar e limitar esses riscos. Algumas habilidades que auxiliam no desenvolvimento desta competência

  • Ter a disciplina pessoal para usar mídia digital com segurança e responsabilidade;
  • Saber como detectar uma situação de risco e ter calma lidar com a situação;
  • Saber como lidar com um problema com sabedoria e segurança, procurando ajuda antes que saia de controle.

Competência 4) Segurança Digital

Complementar à competência anterior, consiste na capacidade para detectar ameaças virtuais (por exemplo, pirataria, fraudes, malware), para entender as melhores práticas e para usar ferramentas de segurança adequadas para a proteção de dados. Algumas habilidades necessárias para o domínio desta competência:

  • Capacidade de detectar e proteger a si mesmo e aos outros de vários ataques cibernéticos como spam, golpes e phishing;
  • Habilidade de criar senhas fortes e mantê-las confidenciais.

Competência 5) Inteligência Emocional Digital

Consiste na capacidade de ser compreensivo e construir boas relações com os outros online, que pode ser desenvolvida a partir das seguintes habilidades:

  • Ser sensível às necessidades e sentimentos de si mesmo e dos outros quando se está online, mesmo sem interação face-a-face;
  • Disposição para dar voz a quem precisa de ajuda e conversar com eles;
  • Evitar pré-julgamentos e não ser influenciado pela mentalidade de manada no ambiente online;
  • Construir um bom relacionamento com os pais, professores e amigos, tanto online como offline;
  • Manter uma comunicação honesta e aberta com os pais, professores e amigos sobre sua vida digital.

Competência 6) Comunicação Digital

É a capacidade de comunicar e colaborar com outras pessoas usando tecnologias digitais e de mídia. As habilidades que compreendidas por essa competência são:

  • Compreender a natureza da comunicação online;
  • Saber que tudo o que se diz ou faz online deixa rastros chamados pegadas digitais;
  • Ciência da natureza persistente das pegadas digitais e as suas consequências na vida real, incluindo a criação de reputação online não intencional;
  • Ter as habilidades para gerenciar pegadas digitais de forma responsável;
  • Consciência do impacto de curto e de longo prazo de suas pegadas digitais.

Competência 7) Capacitação Digital

Consiste na capacidade de encontrar, avaliar, utilizar, compartilhar e criar conteúdo, bem como a competência em pensamento computacional.

  • Ter conhecimentos e habilidades para avaliar a informação, conteúdo e contatos na Internet com discernimento;
  • Compreender os efeitos nocivos de informações falsas, violência, conteúdo inapropriado e os riscos associados ao contato com estranhos online;
  • Usar o pensamento crítico para distinguir informações verdadeiras e falsas, conteúdos bons e o prejudiciais, contatos confiáveis e questionáveis online.

Competência 8) Direitos Digitais

Consiste na capacidade de compreender e defender os direitos individuais e coletivos, nomeadamente os direitos à privacidade, propriedade intelectual, a liberdade de expressão e combate ao discurso de ódio.

  • Ter o conhecimento e as habilidades para lidar com informações pessoais compartilhadas online com discrição;
  • Garantir e proteger a privacidade para si e seus contatos;
  • Consciência de que a privacidade é um direito humano básico.

Perceba que, embora essa abordagem seja orientada para o desenvolvimento das crianças, ela é útil para todos nós. Inclusive marcas, empresas e produtos que se fazem presentes na web devem se preocupar em desenvolver essas habilidades para que consigam obter os melhores resultados e não cair nas diversas armadilhas escondidas no mundo digital.


Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário

Repita os caracteres no campo abaixo:



Conheça o LeadLovers

Aumente as vendas do seu negócio físico ou online com automação de marketing digital

EXPERIMENTE AGORA


adobe agência de propaganda ambiente de marketing ambiente externo ambiente interno artigo científico balanced scorecard banco central bitmap bsc cabernet sauvignon cedilha comunicação digital cibercultura comportamento do consumidor composto de marketing concorrência cultura da internet custo demanda desejo diferenciação eleições email marketing endomarketing estratégia facebook forças competitivas futebol gestão estratégica google html illustrator imagens digitais indesign inovação instagram inteligência coletiva interatividade internet jornalismo linkedin livrista lucro macroambiente marca mark-up marketing marketing de conteúdo marketing digital memes merlot michael porter microambiente moeda comemorativa motivação mídia mídia digital mídias digitais mídias sociais necessidade numismática objetivos olimpiadas 2016 orkut photoshop php pierre levy planejamento planejamento estratégico preço produto programação promoção propaganda propagação viral publicidade real redes sociais relações públicas relevância reputação rio 2016 sem seo sites de busca twitter valor vinho virtual walter longo web youtube