infoNauta

Definição de Valores e sua importância para a cultura estratégica de uma organização

Publicado em: 4/8/2020
Atualizado em em: 04/08/2020

Por: Sergio Mari Jr.

Comentários: 0

O que são os Valores de uma organização?

Assim como o Core Business, a Missão e a Visão Estratégica, os Valores são um dispositivo utilizado para tornar públicas algumas decisões estratégicas da organização. Porém, há uma diferença importante entre os Valores e os outros dispositivos listados acima.

O Core Business, a Missão e a Visão podem ser considerados imposições da organização para seu ambiente interno e externo. Eles são escolhido e decididos arbitrariamente pelos gestores estratégicos da organização, e todos os que se relacionam com ela devem simplesmente aceitá-los.

Já os Valores são definidos mais como um desejo do que como uma imposição da organização. Isso acontece porque, quem de fato tem valores, são as pessoas, e não a organização em si mesma. Ao definir seus Valores, o que a organização está indicando é que ela irá cultivá-los entre as pessoas que fazem parte dela.

São atributos realmente importantes para a organização, virtudes que se pretende preservadas e incentivadas e às quais deve ser dado mérito. (COSTA, 2007)

Como os valores são cultivados na organização

A definição dos Valores é estratégica pois a organização passará a cultivá-los, incentivá-los e preservá-los na organização.

Se a organização verdadeiramente vivencia os Valores que escolheu, naturalmente ela passa a atrair pessoas que também possuem esses valores. Do mesmo modo, pessoas que não aderirem aos Valores estratégicos terão dificuldades em se manter na organização.

Os processos seletivos de pessoal irão privilegiar a escolha de pessoas que se identificam com esses valores e todas as ações de formação e capacitação promovidas pela organização irão, em alguma medida, promover a adoção de seus valores.

Quando os Valores Estratégicos de disseminam e são de fato vivenciados pelas pessoas, eles passam a fazer parte da Cultura da Organização.

Referências

COSTA, Elieser Arantes da. Gestão estratégica: da empresa que temos para a empresa que queremos. 2.ed. São Paulo: Saraiva, 2007.

CHIAVENATO, Idalberto. Administração de Empresas: uma abordagem gerencial. São Paulo: McGran Hill, 1982

LUPETTI, Marcélia. Administração em Publicidade. São Paulo: Thompson, 2006.


Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário

Repita os caracteres no campo abaixo:




adobe agência de propaganda ambiente de marketing ambiente externo ambiente interno balanced scorecard bitmap branding bsc cibercultura ciência competitividade comportamento do consumidor composto de marketing comunicação concorrência custo demanda desejo diferenciação email marketing endomarketing erp estratégia facebook forças competitivas gestão do conhecimento gestão estratégica google html illustrator imagens digitais indesign inovação instagram inteligência coletiva inteligência de marketing internet jornalismo linkedin lucro macroambiente marca mark-up marketing marketing de conteúdo marketing digital metodologia michael porter microambiente missão motivação necessidade objetivos oceano azul pensamento estratégico pesquisa pesquisa qualitativa pesquisa quantitativa photoshop php pierre levy planejamento planejamento estratégico posicionamento preço produto programação promoção propaganda propagação viral publicidade redes sociais relações públicas relevância reputação sem seo sistemas de informação sites de busca twitter valor valores virtual visão youtube