infoNauta

O que é e como definir a Missão Empresarial

Publicado em: 4/8/2020
Atualizado em em: 04/08/2020

Por: Sergio Mari Jr.

Comentários: 0

O que é a Missão de uma organização?

Em seu processo de planejamento, as organizações tomam importantes decisões estratégicas, sendo que várias dessas decisões precisam ser públicas e transparentes para que surtam efeito. Para isso as empresas adotam dispositivos como a definição de seu Core Business, sua Missão e sua Visão estratégica.

A Missão, especificamente, é a expressão da razão de ser da organização.

A formulação da missão pretende responder a perguntas como:

Qual é a necessidade básica que a organização pretende suprir? Que diferença faz, para o mundo externo, ela existir ou não? Para que serve? Qual é a motivação básica que inspirou seus fundadores? Por que surgiu? Para que surgiu? (COSTA, 2007)

Sabemos, por exemplo, que uma organização com funs lucrativos, pode ter como finalidade a geração de lucros para seus acionistas. Porém, essa constatação não diz nada sobre uma organização especificamente.

Para gerar lucros essa organização precisa existir no mundo e, existindo, causará um impacto sobre ele. O que a missão deve informar é: como essa organização especificamente irá gerar lucros? Como ele irá compensar os impactos que causa no mundo? No que ela é diferente das demais? Por que nós que não fazemos parte da organização, enquanto sociedade, devemos permitir que ela exista?

Alguns autores fazem uma analogia da Missão com o documento de identidade, ou o RG da organização. Ao ler essas informações, sei quem ela é e qual sua origem.

O que a declaração da Missão deve conter?

Ao ler a declaração da Missão de uma organização, espera-se encontrar o Core Business escolhido. A Missão não pode deixar dúvidas ou margens para interpretações errôneas, sobre qual é a atividade da organiação. Precisa informar claramente O QUE ela faz e em que mercado atual.

A Missão também deve informar COMO a empresa faz o que se propõe. Que recursos ela empresa, que valores ela procura respeitar, quais são seus limites e suas precauções.

É desejável, também, que a missão explique no que a organização é diferente das demais. Se existem outras organziações que fazem a mesma coisa, para que a sociedade aceite a existência de mais uma, é necessário que ela tenha algum diferencial, e isso deve ficar evidente na declaração da Missão.

Como a Missão deve ser escrita?

Não há um padrão ou uma fórmula a ser seguida na redação da Missão de uma organização, porém, sabendo qual é sua finalidade, podemos adotar algumas boas práticas.

Como visto, a Missão é a declaração da razão de ser de uma organização. Todas as pessoas que se relacionam ou se interessam de alguma maneira pela organização, precisam dessa informação. Então é importante que ela seja evidente, transparente e suficientemente simples para que todos os interessados possam absorver seu conteúdo, ou pelo menos sua essência, com facilidade.

Então, é desejável que a Missão seja declarada em um texto curto, conciso, de leitura rápida e de fácil memorização.

Veja aqui um exemplo de como a Missão da Petrobrás evoluiu ao longo dos últimos anos.

Referências

COSTA, Elieser Arantes da. Gestão estratégica: da empresa que temos para a empresa que queremos. 2.ed. São Paulo: Saraiva, 2007.

CHIAVENATO, Idalberto. Administração de Empresas: uma abordagem gerencial. São Paulo: McGran Hill, 1982

LUPETTI, Marcélia. Administração em Publicidade. São Paulo: Thompson, 2006.


Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário

Repita os caracteres no campo abaixo:




adobe agência de propaganda ambiente de marketing ambiente externo ambiente interno balanced scorecard bitmap branding bsc cibercultura ciência competitividade comportamento do consumidor composto de marketing comunicação concorrência custo demanda desejo diferenciação email marketing endomarketing erp estratégia facebook forças competitivas gestão do conhecimento gestão estratégica google html illustrator imagens digitais indesign inovação instagram inteligência coletiva inteligência de marketing internet jornalismo linkedin lucro macroambiente marca mark-up marketing marketing de conteúdo marketing digital metodologia michael porter microambiente missão motivação necessidade objetivos oceano azul pensamento estratégico pesquisa pesquisa qualitativa pesquisa quantitativa photoshop php pierre levy planejamento planejamento estratégico posicionamento preço produto programação promoção propaganda propagação viral publicidade redes sociais relações públicas relevância reputação sem seo sistemas de informação sites de busca twitter valor valores virtual visão youtube