infoNauta

Crawler Detect

Inscreva-se:

O Composto de Marketing - Produto

Publicado em:
Por:

Comentários: 0

Produto é um conjunto de benefícios (funcionais e emocionais) que satisfaz um desejo ou uma necessidade do consumidor e pelo qual ele está disposto a pagar em função de sua disponibilidade de recursos.

Inclui-se neste conceito objetos físicos, serviços, pessoas, lugares, organizações, ideias ou até combinações desses elementos.

Categorias de produtos

Os produto podem ser classificados de acordo com sua natureza como tangíveis ou intangíveis:

TANGÍVEIS (Bens materiais)

Duráveis: Ex.: automóveis, vestuário...

Não-duráveis: Ex.: cerveja, xampu, alimentos...

INTANGÍVEIS (Bens imateriais)

Serviços: Ex.: beleza, segurança, propaganda etc.

Pessoas: Ex.: um atleta, um político...

Lugares: Ex.: Rio de Janeiro, Nordeste, Londrina

Organizações: Ex.: ONU, Igrejas, Associações.

Ideias: Ex.: Vacinação, anti-tabagismo etc.

Também podem ser classificados de acordo com o tipo de processo de compra realizado pelos consumidores para obtê-los em Bens de Conveniência e Bens de Compra Comparada:

Bens de Conveniência:

São produtos comprados frequentemente e com pouco esforço. Não demandam muito envolvimento do comprador. Em geral não são caros e são encontrados facilmente em vários pontos de venda. Tipos:

Os bens de conveniência têm dificuldade em conquistar a fidelidade do consumidor. Normalmente são escolhidos muito mais pela facilidade (conveniência) em encontrá-los do que pela marca.

Bens de Compra Comparada

São produtos que demandam reflexão por parte do consumidor. Normalmente tem um custo maior.

São comprados com menos frequência e demandam uma série de escolhas por parte do consumidor como qualidade, preço, modelo, cor, estilo etc. Exemplos: Apartamentos, Automóveis.

Um automóvel por exemplo envolve comparações de design, conforto, dispositivos tecnológicos, consumo de combustível, cor, potência do motor etc.

Os bens de compra comparada conquistam mais facilmente a fidelidade do consumidor. Após decidir qual marca deseja adquirir dificilmente ele muda de opinião, afinal investiu muito tempo e esforço nesta decisão.

Catálogo e Linhas de Produto

Linha de produtos é um grupo de produtos afins e que se destinam a um mesmo grupo de consumidores, atendendo a necessidade e desejos semelhantes. (GIOIA, 2006)

Exemplo de Linha de Produto
Exemplo de Linha de Produtos

O conjunto de todos os produtos e linhas de produtos de uma empresa forma o seu catálogo ou Mix de Produtos. Este Mix deve ser organizado de acordo com quatro dimensões:

Marca

Marca é um nome, designação, sinal, símbolo ou combinação dos mesmos, que tem o propósito de identificar bens ou serviços de um vendedor ou grupo de vendedores e de diferenciá-los de seus concorrentes. (American Marketing Association)

Uma marca (nome, símbolo, signo) pode ser registrada em institutos de Propriedade Industrial, ganhando exclusividade e proteção. Desta forma, a Marca passa a constituir um ativo (um bem) para a organização.

Alguns analistas veem a marca como o maior ativo de uma organização, sobrepondo-se até mesmo aos seus produtos e às suas instalações físicas.

Isso dignifica que, no ponto de vista do Marketing, além de identificar um produto e diferenciá-lo de outros, a Marca também tem o papel de valorizar o produto, transferindo para ele os valores que possui.

Design, Embalagem e Rotulagem

Da mesma forma que a Marca, outros elementos têm papel semelhante no ponto de vista do Marketing. O Design, a Embalagem e a Rotulagem de um produto também são capazes de transferir valores para ele.

O design pode ser uma das armas mais competitivas do arsenal de Marketing de uma empresa. É fundamental em estratégias de Branding, pois agrega tanto valor um produto quando uma boa marca.

Já há muito tempo que as embalagens dos produtos não servem apenas para proteger, acondicionar ou transportar. Grande parte das decisões de compra são tomadas por impulso, no ponto de venda.

E as embalagens e rótulos são fundamentais para influenciar o consumidor neste momento.

Portanto, faz parte das decisões de Marketing relacionadas ao produto o seu design final, a forma como será embalado e a composição dos rótulos.

Referências

BASTA, Darci; et. al. Fundamentos de Marketing. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

COBRA, Marcos. Marketing Básico: uma perspectiva brasileira. 4.ed. São Paulo: Atlas, 1997.

KOTLER, Philip; KELLER, Kevin Lane. Administração de Marketing. 12.ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.

LAS CASAS, Alexandre Luzzi. Markeging: conceitos, exercícios, casos. 7.ed. São Paulo: Atlas, 2005.

RICHERS, Raimar. O que é Marketing. 15.ed. São Paulo: Brasiliense, 1994.

________. Marketing: uma visão brasileira. 5.ed. São Paulo: Negócio, 2000.


Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário

Repita os caracteres no campo abaixo:



adobe agência de propaganda ambiente de marketing ambiente externo ambiente interno artigo científico balanced scorecard banco central bitmap bsc cabernet sauvignon cedilha comunicação digital cibercultura comportamento do consumidor composto de marketing concorrência cultura da internet custo demanda desejo diferenciação eleições email marketing endomarketing estratégia facebook forças competitivas gestão estratégica google html illustrator imagens digitais indesign inovação instagram inteligência coletiva internet jornalismo linkedin livrista lucro macroambiente marca mark-up marketing marketing de conteúdo marketing digital memes merlot michael porter microambiente moeda comemorativa motivação mídia mídia digital mídias digitais mídias sociais necessidade numismática objetivos olimpiadas 2016 orkut photoshop php pierre levy planejamento planejamento estratégico preço produto programação promoção propaganda propagação viral publicidade real redes sociais relações públicas relevância reputação rio 2016 sem seo sites de busca twitter valor vinho virtual walter longo youtube