infoNauta

Crawler Detect

Inscreva-se:

Os memes e as fake news

Publicado em:
Por:

Categoria: Fichamento
Comentários: 0

Atores pornô usados em memes

Muito tem se discutido a respeito das fake news (notícias falsas) e o assunto é sim pelo menos um pouco relevante, principalmente no Brasil e em véspera de eleições. Mas há um grande perigo escondido no modo como as discussões sobre o tema estão sendo conduzidas.

O papo sobre as fake news tem sido muito inflado pelas grandes empresas mídia, que estão usando o assunto como uma maneira de reafirmar seu suposto papel de guardiãs da verdade, em um momento em que perdem audiência e relevância para as novas micromídias digitais,

O perigo nesse discurso dos grandes veículos de comunicação tradicional é que eles partem do princípio que a disseminação de notícias falsas na web é uma espécie de vulnerabilidade ou um defeito da rede. É como se alguma coisa na essência da web fizesse com que ela não funcionasse corretamente a ponto de permitir esse tipo de ameaça, deixando seus usuários expostos e indefesos.

Se acreditamos nisso, a solução para o problema das fake news seria confiar menos na web, se afastar dela, e continuar depositando fé unicamente nas notícias veiculadas por veículos tradicionais. Muito conveniente, não é?

O que "a Globo não diz" é que há uma outra maneira de entender (e de resolver) esse problema. Esse outro modo de olhar para a questão diz que a disseminação de notícias falsas não é uma falha da web, mas das pessoas ou, mais precisamente, da educação e do preparo das pessoas para lidar com esse novo mundo criado a partir da tecnologia digital. O problema de fato talvez seja a facilidade com que as pessoas acreditam e colaboram com a disseminação dessas mentiras, e não a existência das mentiras em si.

Se optamos por essa segunda maneira de abordar o problema, podemos pensar em outros caminhos para resolvê-lo. Nesse sentido a web deixa de ser a vilã da história e passa a oferecer ela mesma a solução para o "problema" das fake news.

E qual seria essa solução? Os memes!

Uma das características dos memes na web é que eles funcionam como uma espécie de sistema imunológico. Eles armazenam informações sobre problemas e soluções conhecidos pela comunidade dos usuários da internet e, sempre que uma ameaça aparece, entram em ação para nos proteger.

No caso das fake news é muito cedo para qualquer conclusão, pois estamos no olho do furacão. Mas mesmo assim dá pra dizer que a solução do problema a partir dos memes já começa a se desenhar.

Nas últimas semanas algo que poderia ser simplesmente uma brincadeira de mal gosto acabou atraindo a atenção muitos usuários na internet. Um engraçadinho publicou uma foto de um ator pornô, mas com um texto que dizia que se tratava um jovem brasileiro craque em física quântica, que vinha tendo seu sucesso ignorado em tempos de copa do mundo.

Primeiro meme

Essa postagem fez surgir um novo meme. Outras pessoas fizeram o mesmo tipo de "brincadeira", com imagens de outros personagens e esse tipo de montagem (foto de um jovem e texto com apelo emocional) acabou se tornando um padrão, como nesses dois exemplos a seguir.

Reprodução do meme

Reprodução do meme

Até o momento em que tirei os prints essas postagens já tinham sido compartilhadas mais de 250 mil vezes. Ou seja, talvez 250 mil pessoas tenham passado muita vergonha ao saber que foram enganadas e compartilharam fotos de conotação sexual em suas redes sociais sem saber.

O fato é que isso talvez tenha muito mais efeito na solução do problema das fake news do que a campanha de medo promovida pelos grandes veículos de comunicação.

O meme do ator/atriz pornô se passando por um jovem talento brasileiro sendo ignorado tem o poder de, mesmo que pela dor da vergonha, ensinar uma grande quantidade de pessoas a pensar na possibilidade de estar sendo enganada quando for compartilhar alguma coisa.

Além disso, essa pegadinha agora faz parte do sistema imunológico da web e mensagens como essa terão mais dificuldades para viralizar daqui em diante.

P.S.: Se você não entendeu alguma das mensagens usadas como exemplo, atenção! Seu sistema imunológico está desatualizado.

Viva o meme!

 

Publicado originalmente no LinkedIn


Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário

Repita os caracteres no campo abaixo:



adobe agência de propaganda ambiente de marketing ambiente externo ambiente interno artigo científico balanced scorecard banco central bitmap bsc cabernet sauvignon cedilha comunicação digital cibercultura comportamento do consumidor composto de marketing concorrência cultura da internet custo demanda desejo diferenciação eleições email marketing endomarketing estratégia facebook forças competitivas futebol gestão estratégica google html illustrator imagens digitais indesign inovação instagram inteligência coletiva internet jornalismo linkedin livrista lucro macroambiente marca mark-up marketing marketing de conteúdo marketing digital memes merlot michael porter microambiente moeda comemorativa motivação mídia mídia digital mídias digitais mídias sociais necessidade numismática objetivos olimpiadas 2016 orkut photoshop php pierre levy planejamento planejamento estratégico preço produto programação promoção propaganda propagação viral publicidade real redes sociais relações públicas relevância reputação rio 2016 sem seo sites de busca twitter valor vinho virtual walter longo web youtube