infoNauta

Crawler Detect

Inscreva-se:

Balanced Scorecard - BSC

Publicado em:
Por:

Comentários: 0

O Balanced Scorecard, ou simplesmente BSC, que pode ser traduzido como Balanceadores de Desempenho, é um sistema de mensuração de desempenho proposto por Robert Kaplan e David Norton, professores da Harward Business School, em 1992. É uma metodologia de gestão que pretende medir de forma objetiva os resultados alcançados ou não a partir do Planejamento Estratégico de uma organização.

Segundo os autores, da mesma forma que piloto de avião precisa de muitas informações, como altitude, umidade do ar, velocidade, inclinação, pressão, e muitas outras, para conduzir a aeronave com segurança, o gestor de uma empresa também precisa de informações objetivas e mensuráveis para conduzir seus negócios.

O BSC consistem em definir pontos de medição objetiva juntamente com cada estratégia formulada para a empresa.

Para ilustrar, imagine que uma empresa defina como estratégia aumentar suas vendas num determinado período. Juntamente com essa estratégia ela deve determinar os indicadores que irá utilizar para monitorar essa estratégia, como por exemplo, o número de vendas, valor do ticket médio, margem de contribuição de cada produto, vendar por região, vendas por vendedor  etc.

Ao monitorar esses indicadores o gestor consegue saber se a estratégia está ou não sendo cumprida pela organização.

O Caminho da Estratégia aos Resultados

A BSC entende que há um caminho a ser percorrido pela organização entre a formulação da sua estratégia, que está enunciada em sua missão, visão e valores, até os resultados que virão a partir delas.

Seus autores desenharam, então, uma pirâmide que demonstra alguns dos elementos, bem como a relação de continuidade que existe entre eles, desde a formulação da missão da companhia, até os resultados que ela obtém.

Com essa pirâmide fica claro que a conquista de resultados a partir de uma estratégia parte da missão, passa pela visão, pelos valores, pelos objetivos estratégicos, pelos indicadores gerais de desempenho ligados a cada objetivo e pelos indicadores individuais de desempenho:

Pirâmida da BSC

Perceba que toda ação estratégica da empresa tem como objetivo gerar resultados, na forma de Acionistas satisfeitos, Clientes encantados, Processos eficientes e eficazes e Colaboradores motivados e preparados.

Perspectivas da BSC

Esses quatro atores apontados acima, acionistas, clientes, processos e colaboradores, se tornam, então, o foco da BSC, que aponta quatro perspectivas de ou pontos de vista para a geração e monitoramento dos resultados.

Perspectivas da BSC

A visão e a estratégia, que são aspectos centrais da organização, devem ser capazes de gerar resultados Financeiros, melhorias nos Processos Internos, Aprendizado e Crescimento para os colaboradores e encantamento do Cliente.

Vale ressaltar que há uma interdependência entre as quatro perspectivas da BSC. Para atingir as metas financeiras (perspectiva financeira), dependo dos clientes comprarem os produtos (perspectiva de clientes). Para eles comprarem os produtos, os produtos precisam ser bons e para meus produtos serem bons, meus a empresa precisa ser eficiente (perspectiva de processos internos). Para que minha empresa seja eficiente, as pessoas que atuam nela precisam ser capacitadas (perspectiva de aprendizagem e crescimento).

Referências

KAPLAN, Robert S.; NORTON, David P. Organização orientada para a estratégia: como as empresas que adotam o balanced scorecard prosperam no novo ambiente de negócios. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

KAPLAN, Robert S.; NORTON, David P. Kaplan e Norton na Prática. 5.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004

Seu navegador não possui um plugin para leitura de documentos PDF.
Para ler o documento clique aqui para baixar o arquivo.


Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário

Repita os caracteres no campo abaixo:



adobe agência de propaganda ambiente de marketing ambiente externo ambiente interno artigo científico balanced scorecard banco central bitmap bsc cabernet sauvignon cedilha comunicação digital cibercultura comportamento do consumidor composto de marketing concorrência cultura da internet custo demanda desejo diferenciação eleições email marketing endomarketing estratégia facebook forças competitivas gestão estratégica google html illustrator imagens digitais indesign inovação instagram inteligência coletiva internet jornalismo linkedin livrista lucro macroambiente marca mark-up marketing marketing de conteúdo marketing digital memes merlot michael porter microambiente moeda comemorativa motivação mídia mídia digital mídias digitais mídias sociais necessidade numismática objetivos olimpiadas 2016 orkut photoshop php pierre levy planejamento planejamento estratégico preço produto programação promoção propaganda propagação viral publicidade real redes sociais relações públicas relevância reputação rio 2016 sem seo sites de busca twitter valor vinho virtual walter longo youtube