infoNauta

A opções de quem quer desenvolver um website

Publicado em: 17/7/2007
Atualizado em em: 10/02/2015

Por: Sergio Mari Jr.

Categoria: Diário de Bordo
Comentários: 0

Um relatório divulgado pelo projeto Inter-Meios divulgado no último dia 25/06 mostrou que o total de investimentos de comunicação destinados à mídia online (internet) entre janeiro e abril de 2007 cresceu 41,96% em relação ao último relatório do mesmo estudo, passando a responder por 2,67% do investimento geral em publicidade. As mídias que mais recebem investimentos de comunicação continuam sendo a TV e o jornal, mas a cada novo relatório a internet ganha espaço.

Comecei este artigo com este assunto para mostrar que investir em internet não é mais uma aventura e a cada dia é necessário mais conhecimento e dedicação de quem atua neste setor para que se consiga obter o mínimo de retorno sobre aquilo que é investido.

No artigo anterior vimos que o leque de opções para as empresas que pretendem investir na internet é muito grande, e vai desde pessoas pouco qualificadas prestando serviços de qualidade discutível e sem nenhuma garantia, chegando até empresas amplamente estruturadas, com equipes bem desenvolvidas e um portfólio de soluções bastante abrangente.

Neste cenário, então, é fundamental que o empresário que deseja investir em internet comece a pensar em qualidade. Foi-se o tempo em que simplesmente possuir um website bastava. Atualmente é provável que todos os seus concorrentes já possuam um website, então é necessário que o seu seja melhor que o deles.

Por isso você deve definir muito claramente, logo no início do projeto, quais serão seus objetivos e quais diretrizes deverão ser seguidas ao longo do desenvolvimento. Um site não deve ser um projeto isolado de sua empresa. Ele deve fazer parte de seu planejamento global e estar inserido no contexto de seu esforço geral de marketing.

Esta demanda por qualidade faz com que a decisão sobre o caminho a ser adotado para desenvolver seu website seja tomada com um pouco mais de critério. Para não jogar dinheiro fora, você deve se certificar de que a empresa ou profissional que você contratar tenha condições de cumprir os objetivos que você traçou e atingir um padrão de qualidade compatível o que você espera. Vejamos então alguns prós e contras de algumas das opções que você têm à disposição neste momento:

Contratar funcionários para desenvolver internamente

Esta solução somente parece ser apropriada para grandes corporações, que possuem demanda muito alta de desenvolvimento de soluções para a internet e que atuam em vários mercados. Em outros casos pode acontecer de sua empresa perder o foco. Se desenvolver soluções para a internet não é o foco de sua empresa pode acontecer que estes profissionais contratados não recebam a atenção necessária e tenham dificuldades em desempenhar sua função com agilidade e qualidade. Caso esta seja sua opção, procure formar uma equipe, com pelo menos dois profissionais, sendo um na área de comunicação/criação e outro na área tecnológica.

Contratar um profissional free-lancer

Esta é uma opção interessante quando sua empresa já tem uma experiência maior em ações de marketing, mesmo que em outras mídias que não a internet. Um free-lancer costuma ter mais flexibilidade na hora de definir valores, pois seus custos são menores. Contudo, para garantir os prazos e o comprometimento necessário você terá que se manter atento e acompanhar seu trabalho com bastante freqüência.

Agências de Comunicação/Publicidade X Agências Digitais

Outra opção que vem sendo adotada cada vez mais pelas empresas é a contratação de uma empresa especializada para esta tarefa. E aqui aparecem então duas alternativas: as Agências de Comunicação ou Publicidade tradicionais ou as novas Agências Digitais.

As Agências de Comunicação ou Publicidade são uma boa opção para aquelas empresas que possuem uma verba maior para investimento em comunicação e pode diversificar este investimento em várias mídias. Estas agências possuem grande experiência em processos criativos, o que pode trazer um resultado final muito bom. A desvantagem é que geralmente elas não possuem foco na Internet, preferindo destinar verbas para outras mídias às quais estejam mais familiarizadas e nem sempre estão preparadas para aproveitar todo o potencial que a internet pode oferecer.

As Agências Digitais são a mais nova opção deste mercado. São empresas que focam suas ações na internet e nas novas opções de mídias digitais, possuindo uma equipe altamente qualificada para atuar nesta área. Elas são a melhor opção quando você pretende fazer um investimento especificamente na internet. As Agências Digitais dominam as técnicas de desenvolvimento e podem garantir um resultado final mais contemporâneo, explorando aquilo de mais moderno e eficiente que a internet pode oferecer. Elas estão atentas às novas tecnologias que surgem a cada dia, além de se preocuparem mais com questões como acessibilidade, usabilidade, arquitetura da informação, padrões de desenvolvimento e outras questões que pode fazer toda a diferença na qualidade final do projeto.

Como pudemos ver nos dois últimos artigos as opções para o empresário que deseja desenvolver seu website são muitas e escolher a melhor nem sempre é uma tarefa fácil. Infelizmente ainda é muito comum algumas armadilhas neste mercado.

Muitas empresas perdem tempo e dinheiro por confiar em profissionais pouco qualificados e incapazes de entregar aquilo que prometem no momento da contratação. Por isso pretendo continuar aqui na coluna ao longo dos próximos artigos a enumerar algumas características e qualidades que são indispensáveis às empresas e profissionais que atuam na internet. Tudo isso para tornar sua decisão de investir na web mais segura e garantir o máximo de retorno possível.


Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário

Repita os caracteres no campo abaixo:




adobe agência de propaganda ambiente de marketing ambiente externo ambiente interno balanced scorecard bitmap branding bsc cibercultura ciência competitividade comportamento do consumidor composto de marketing comunicação concorrência custo demanda desejo diferenciação email marketing endomarketing erp estratégia facebook forças competitivas gestão do conhecimento gestão estratégica google html illustrator imagens digitais indesign inovação instagram inteligência coletiva inteligência de marketing internet jornalismo linkedin lucro macroambiente marca mark-up marketing marketing de conteúdo marketing digital metodologia michael porter microambiente motivação necessidade objetivos pesquisa pesquisa qualitativa pesquisa quantitativa photoshop php pierre levy planejamento planejamento estratégico posicionamento preço produto programação promoção propaganda propagação viral publicidade redes sociais relações públicas relevância reputação sem seo sistemas de informação sites de busca twitter valor virtual youtube