infoNauta

Crawler Detect

Inscreva-se:

As Agências de Notícias

Publicado em:
Por:

Comentários: 0

As Agências de Notícias (AGUIAR, 2009) ou agências noticiosas são empresas jornalísticas independentes criadas com o objetivo de buscar a notícia em qualquer lugar, produzindo informações a respeito de acontecimentos sociais, políticos, econômicos etc. (SILVA, 2013). As Agências de Notícia produzem essas informações e as distribuem para os diversos Veículos de Comunicação. Muitas delas possuem o viés do empreendedorismo em sua origem, caracterizando-se como um modelo de negócio interessante e lucrativo.

A primeira Agência de Notícia formada no mundo foi a Havas, criada em Paris, no ano de 1835. Seu criador foi o ex-banqueiro Charles-Louis Havas. Ele era dono de uma empresa de tradução de documentos e havia perdido muito dinheiro com a derrota de Napoleão Bonaparte na Batalha de Waterloo. Ele enxergou uma grande oportunidade de recuperação de seus negócios quando se deu conta de que naquele momento “nenhum jornal teria possibilidades financeiras para manter uma rede de correspondentes em todos os locais estrategicamente importantes sob o ponto de vista informativo” (SILVA, 2013) e então transformou sua empresa de traduções naquela que é conhecida como a primeira Agência de Notícias do mundo. Outras empresas desse tipo se formaram nos anos seguintes, entre as quais se destacam a Wolff, fundada em 1849 pelo empresário Bernard Wolff, que veio a se tornar a principal Agência de Notícias da Alemanha, e a Reuters, fundada em 1850 por um ex-sócio da Havas, o alemão Paul Julius Reuter, na cidade de Paris, para transmitir informações do mercado de ações entre Paris e Londres através de cabo telegráfico

Juntas, essas três principais Agências de Notícias da Europa formaram uma espécie de cartel, ao estabelecerem acordos de cooperação que previam a repartição primeiro da Europa e depois de todo o mundo em “áreas de atuação nas quais cada uma teria monopólio tanto sobre a apuração quanto sobre a venda de assinaturas para a imprensa local” (AGUIAR, 2009). Tais acordos teria vigorado entre os anos 1856 e 1918.

Monopólio das Agências de Notícia

Atualmente há um número maior de Agências de Notícia em todo o mundo. A Reuters ainda mantém suas atividades, a Havas se transformou na Agence France-Presse (AFP) e a Wolff deu origem à Deutsche Presse-Agentur (DPA).

No Brasil a primeira Agência de Notícias foi a Agência Meridional de Notícias, criada por Assis Chateaubriand em 1931 e que atualmente se chama D.A. Press. Destaca-se também a estatal Agência Brasil, criada em 1930 no governo Getúlio Vargas, rebatizada no Governo Collor atualmente encampada pela Empresa Brasil de Comunicação, bem como a privada Agência Estado, criada em 1970 para dar suporte aos Veículos de Comunicação do Grupo Estado (como o Jornal O Estado de S. Paulo e a Rádio Eldorado).

Referências

AGUIAR, Pedro. Notas para uma história do jornalismo de agências. In: 7º Encontro Nacional de História da Mídia. Fortaleza-CE, agosto de 2009. Disponível em: < http://www.ufrgs.br/alcar/encontros-nacionais-1/7o-encontro-2009-1/Notas%20para%20uma%20Historia%20do%20Jornalismo%20de%20Agencias.pdf>. Acesso em: 23 out. 2013.

SILVA, Sónia Marisa Pereira da. Contributo para uma história das agências noticiosas portuguesas. Disponível em: <http://bocc.ubi.pt/pag/silva-sonia-agencias-noticiosas-portugal.html>. Acesso em: 23 out. 2013.


Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário

Repita os caracteres no campo abaixo:



adobe agência de propaganda ambiente de marketing ambiente externo ambiente interno artigo científico balanced scorecard banco central bitmap bsc cabernet sauvignon cedilha comunicação digital cibercultura comportamento do consumidor composto de marketing concorrência cultura da internet custo demanda desejo diferenciação eleições email marketing endomarketing estratégia facebook forças competitivas gestão estratégica google html illustrator imagens digitais indesign inovação instagram inteligência coletiva internet jornalismo linkedin livrista lucro macroambiente marca mark-up marketing marketing de conteúdo marketing digital memes merlot michael porter microambiente moeda comemorativa motivação mídia mídia digital mídias digitais mídias sociais necessidade numismática objetivos olimpiadas 2016 orkut photoshop php pierre levy planejamento planejamento estratégico preço produto programação promoção propaganda propagação viral publicidade real redes sociais relações públicas relevância reputação rio 2016 sem seo sites de busca twitter valor vinho virtual walter longo youtube