infoNauta

Revista Saúde em Destaque 12

Publicado em: 09/03/2016
Atualizado em em: 09/03/2016

Por: Sergio Mari Jr.

Comentários: 0

Editorial

Nesta edição continuamos com o artigo da PROMOÇÃO DA SAÚDE E A SAÚDE PÚBLICA: UMA TRAJETÓRIA DE CONCEITOS. Este histórico está respaldado no livro: Promoção da Saúde e Município Saudável – Marilena Gentile.

Importante refletir com nossos leitores a construção da cidadania com a estratégia da educação.

No Brasil, os contextos político, econômico e social impõem transformações, com vistas à construção de um modelo de Estado que reduza o enorme déficit institucional, tendo no cidadão o foco da ação pública; que assegure os direitos civis e sociais básicos à sociedade brasileira e que propicie desenvolvimento eqüitativo com inclusão social.

O conceito de políticas públicas saudáveis é histórico, sujeito à influência do contexto e à compreensão da sociedade, e hoje podemos entendê-lo como qualidade de vida, acesso à Educação, à moradia, ao lazer, à segurança, ao trabalho, ao saneamento básico, à saúde, ao transporte, sendo também um direito fundamental de todo ser humano. E essa concepção deve pautar, de forma de nitiva, a construção da cidadania no Brasil, que traz como diretrizes fundamentais a garantia da participação popular na de nição das políticas públicas e a participação da sociedade civil organizada enquanto responsabilidade social.

É preciso promover a conscientização da população para o reconhecimento das políticas públicas como direito, bem como o controle social e a participação solidária como estratégias na conquista de uma melhor qualidade de vida.

Nesse sentido, a necessidade de mudança faz da educação instrumento formador da consciência do sujeito socialmente responsável e elemento fundamental no contexto da atenção solidária.

No contexto, a educação é construída pelo sujeito na sua relação com os outros e com o mundo. É um instrumento de transformação social quando proporciona a formação do homem, o agente de mudança, crítico, criativo, re exivo, capaz de assumir no conjunto das lutas sociais a sua condição de agente ativo de transformação da sociedade e de si próprio na conquista de direitos e justiça social e na adoção de novas práticas de interlocução, participação e articulação das ações para além dos espaços institucionais.

A educação na construção da cidadania deve tornar-se um dos instrumentos de formação para uma nova cultura política de participação popular e de exercício de cidadania, de forma individual ou coletiva, na superação de desigualdades econômicas e sociais existentes, que restringem a melhoria da qualidade de vida.

Seu navegador não possui um plugin para leitura de documentos PDF.
Para ler o documento clique aqui para baixar o arquivo.

Revista Saúde em Destaque 13

Publicado em: 09/03/2016
Atualizado em em: 09/03/2016

Por: Sergio Mari Jr.

Comentários: 0

Editorial

Nesta edição ressaltamos a importância do planejamento na elaboração de projetos. A estratégia estabelecida foi o Marco Lógico: um recurso útil para planejamento e gestão de projetos que facilita o processo de avaliação. O marco lógico é uma ferramenta que pode facilitar aos gestores públicos o processo de concepção, desenho, execução e avaliação de projetos e programas.

Ainda na seção Política em Saúde apresentamos a estratégia Saúde da Família. A matéria está voltada a estudos, desafios institu- cionais e desempenho. na saúde, os contextos impõem transformações com vistas à reorientação do modelo de atenção à saúde e o reconhecimento da atenção básica de qualidade como pauta política dos gestores públicos.

O conceito de certificado de utilidade pública está explicitado na seção Base Legal: terminologia, surgimento, evolução e regulamentações.

É preciso promover a conscientização da população para a questão da dengue como um dos principais problemas de saúde pú- blica no mundo. nesse sentido, a necessidade de mudança faz da população agente participativo e da educação instrumento estratégico nas ações de saúde pública. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 50 a 100 milhões de pessoas se infectam anualmente, em mais de 100 países, de todos os continentes, exceto a Europa. Cerca de 550 mil doentes necessitam de hospitalização e 20 mil morrem em conseqüência da dengue.

Seu navegador não possui um plugin para leitura de documentos PDF.
Para ler o documento clique aqui para baixar o arquivo.

tsu.co

News Letter

Gostaria de tê-lo em minha rede de contatos para envio de informações e conteúdos relevantes sobre os temas abordados neste blog. Caso tenha interesse por favor cadastre seu e-mail:

Vídeos

Fundamentos de Marketing - 06 - Composto de Marketing

mais vídeos

Conteúdos de aulas

Twitter

adobe agência de propaganda artigo científico banco central bitcoin bitmap cabernet sauvignon cedilha comunicação digital comportamento do consumidor concorrência cotação custo câmbio demanda desejo diferenciação digital dólar economia endomarketing estratégia facebook forças competitivas gestão estratégica google illustrator imagens digitais indesign inovação instagram internet jornalismo linkedin lucro marca mark-up marketing marketing de conteúdo marketing digital michael porter moeda moeda comemorativa motivação mídia mídia digital necessidade numismática olimpiadas 2016 orkut photoshop preço produto promoção propaganda publicidade real redes sociais relações públicas relevância reputação rio 2016 twitter valor vinho walter longo youtube