infoNauta

AgroRede Notícias n.14

Publicado em: 08/03/2016
Atualizado em em: 08/03/2016

Por: Sergio Mari Jr.

Comentários: 0

Editorial

Prevenção: A grande arma do agropecuarista!

No próximo mês, o Paraná vai dar início a mais uma campanha de vacinação de combate à febre aftosa. Este ano, o Estado vai adotar na 1ª etapa uma nova estratégia e suspender a imunização para animais acima de 24 meses. Permanece apenas, segundo regulamentação técnica da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a obrigatoriedade da vacinação para os animais bovinos e bubalinos de zero a 24 meses de idade.

Sabemos que é “chover no molhado”, como se diz no campo, mas a única arma para vencer esta temível doença é a prevenção. Ainda mais que, em tempos de crise econômica, qualquer descuido pode trazer, além dos enormes prejuízos financeiros, problemas sociais incalculáveis.

Por isso, participar ativamente da campanha de vacinação é um dever do agropecuarista para com toda a sociedade em que ele está inserido. Não basta imunizar o rebanho, é preciso orientar seus vizinhos e amigos sobre a importância desta ação. Só assim, o Paraná vai conseguir manter os altos índices de vacinação registrados nas últimas campanhas e aumentar ainda mais a confiabilidade em seus produtos agropecuários.

Seu navegador não possui um plugin para leitura de documentos PDF.
Para ler o documento clique aqui para baixar o arquivo.

Revista Saúde em Destaque 10

Publicado em: 09/03/2016
Atualizado em em: 09/03/2016

Por: Sergio Mari Jr.

Comentários: 0

Editorial

O artigo publicado na seção Base Legal, da especialista em Direito Sanitário, Lenir Santos, Sistema Único de Saúde e seu Campo de Atuação traduzem uma re exão do direito constitucional no conceito de que “saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doenças e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação”. Como a rma a autora, neste ponto, a fluidez do enunciado constitucional exige delimitar o campo de atuação do Sistema Único de Saúde. Este artigo leva o gestor da saúde à re exão desta atuação; do campo da intersetorialidade e da responsabilidade dos pro ssionais do setor saúde.

No campo do nanciamento da saúde, a Emenda Constitucional 29 representou um importante avanço, mas a regulamentação da emenda torna-se prioridade no sentido de que precisamos assegurar e de nir o orçamento da saúde e não dividir um orçamento insu ciente com outras áreas sociais. É necessário delimitar o que “são gastos com saúde”. O Conselho Nacional de Saúde tem realizado intervenções para solicitar empenho na votação do Projeto e na mobilização dos movimentos sociais pela regulamentação.

Seu navegador não possui um plugin para leitura de documentos PDF.
Para ler o documento clique aqui para baixar o arquivo.

tsu.co

News Letter

Gostaria de tê-lo em minha rede de contatos para envio de informações e conteúdos relevantes sobre os temas abordados neste blog. Caso tenha interesse por favor cadastre seu e-mail:

Vídeos

Fundamentos de Marketing - 06 - Composto de Marketing

mais vídeos

Conteúdos de aulas

Twitter

adobe agência de propaganda artigo científico banco central bitcoin bitmap cabernet sauvignon cedilha comunicação digital comportamento do consumidor concorrência cotação custo câmbio demanda desejo diferenciação digital dólar economia endomarketing estratégia facebook forças competitivas gestão estratégica google illustrator imagens digitais indesign inovação instagram internet jornalismo linkedin lucro marca mark-up marketing marketing de conteúdo marketing digital michael porter moeda moeda comemorativa motivação mídia mídia digital necessidade numismática olimpiadas 2016 orkut photoshop preço produto promoção propaganda publicidade real redes sociais relações públicas relevância reputação rio 2016 twitter valor vinho walter longo youtube